Saiba como 'bombar' sua entrevista de emprego sem dizer uma palavra


Candidato pode causar boa impressão antes, durante e depois da conversa.
Linguagem corporal e manias estranhas podem tirar pontos do profissional.

Os profissionais que se preparam para entrevistas de emprego utilizam boa parte do seu tempo para saber como responder às perguntas mais comuns e também para conhecer a empresa. Esta preparação é importante, mas o candidato não deve esquecer que o recrutador não avalia somente o que ele fala, a forma como ele se expressa e outras atitudes também podem somar ou tirar pontos na hora da avaliação.

Para a consultora de carreiras Padmaja Ganeshan-Singh, do PayScale, os candidatos devem saber como usar a comunicação silenciosa com um potencial empregador.

Veja 5 motivos para não dizer que é perfeccionista durante a entrevista

A palavra perfeccionista já foi muito bem vista nas entrevistas de emprego, mas seu uso excessivo e até mesmo em situações erradas fez com que ela virasse um jargão, que não diz nada sobre o profissional e suas habilidades.



Segundo especialistas ouvidos pelo G1, destacar o perfeccionismo durante a entrevista não é sinônimo de competência ou de bons resultados. “A palavra traz muito pouco sobre a personalidade e competência. Denota falta de criatividade e falta de conhecimento. Existem sinônimos para ela que cabem melhor em uma auto avaliação”, afirma Ricardo Haag, gerente-executivo da Page Personnel.

Gabriela Colo, parter da Havik, lembra que muitos candidatos classificam o perfeccionismo como um defeito. “Se pensarmos de forma geral, perfeccionismo não seria um defeito, e sim uma qualidade. Ou seja, soa um pouco estranho, dentre tantos pontos a desenvolver, alguém citar perfeccionismo como seu principal defeito. Não gera credibilidade”, ressalta.

Veja 11 frases que nunca devem ser ditas no trabalho

Alegar que não teve tempo para concluir tarefa é uma delas. 
Profissional deve resolver problemas e não se apoiar em desculpas.

No trabalho, frases ou expressões mal colocadas podem arranhar a imagem de um profissional e trazer riscos para a carreira. Até um comentário feito durante o almoço pode ser usado para determinar o caráter do funcionário, segundo artigo publicado na seção de carreiras do site americano Business Insider.
Segundo Sylvia Ann Hewlett, autora do livro "Executive Presence: The missing link between merit and success" (Presença executiva: O elo perdido entre mérito e sucesso, em tradução livre), três ações mostram se o profissional tem potencial para liderar: como age, como se parece e como fala.

Estou na carreira errada?


Essa talvez seja a dúvida que atinja profissionais de mais áreas e dos mais diversos níveis hierárquicos. A incerteza com relação à carreira escolhida traz diversos problemas para o profissional, desde o sentimento de insatisfação pessoal, até o trabalho mal realizado. No entanto, há maneiras de perceber se existe dúvida na carreira – ou se realmente o profissional está no caminho errado.

4 dicas para saber se está na carreira certa


Muitos profissionais se sentem insatisfeitos com a própria carreira, mas ficam na dúvida se é mesmo a hora de mudar de rumo. No entanto, com algumas dicas é possível reavaliar o próprio momento profissional e chegar à conclusão: estou na carreira certa?

Anúncios Patrocinados - Publicidade - Quer anunciar aqui?