Talentos Brilhantes.NET

Entrevistas, tudo está sendo avaliado



Em pesquisa realizada com centenas de recrutadores, foi possível analisar comportamentos que mais podem prejudicar um candidato o afastando de possíveis contratações.

Vale ressaltar que a maioria das atitudes indicadas são facilmente contornadas, basta o candidato estudar e alinhar ideias antes de uma entrevista.

Confira na sequência os principais resultados da pesquisa e as dicas para se livrar destes comportamentos.

No momento de analisar currículos para um processo seletivo, o que é visualizado primeiro?

Descrição das experiências anteriores      85,6%
Formação acadêmica    56,1% 
Objetivo profissional    47,8%

As experiências, formação e objetivo foram os resultados mais citados ao responder a questão, e por isso o currículo de um profissional deve ser completo, mas conciso, é preciso ir direto ao ponto uma vez que selecionadores analisam diversos currículos por dia, se o currículo não for objetivo, ele será descartado.

Na questão da expressão corporal, o que é considerado mais negativo no comportamento de um candidato?

Não olhar nos olhos    83,5%
Má postura    70,1%
Braços cruzados    38,5%

Nesta questão o intuito foi identificar quais posturas em uma entrevista são mal vistas pelos recrutadores. É interessante observar que as respostas mais frequentes são posturas desagradáveis não apenas na hora de uma entrevista, mas em todas as situações do dia a dia de uma pessoa.

Um profissional deve ter o dobro de cuidado em uma entrevista, demonstrar interesse, prestar atenção, ser agradável e manter a postura durante todo o processo é mais do que necessário, afinal, tudo está sendo avaliado e contará contra ou a favor do candidato.

E na expressão verbal, o que causa má impressão?

Gíria    67,0%
Falta de clareza ao se expressar    55,9%
Erro gramatical    51,3%

Vale sempre lembrar que antes de toda e qualquer entrevista é preciso estudar e alinhar tudo o que deve ser transmitido ou não, treine, apresente para alguém suas ideias e se atente para não cometer vícios de linguagem. A preparação é a melhor maneira de se livrar destes comportamentos.

Sobre vestimenta e apresentação pessoal, o que pode prejudicar um candidato no processo seletivo?

Mulheres:
Comprimento das roupas    73,2% 
Maquiagem pesada    44,9% 
Tatuagem/Piercing    33,3%

Homens:
Camiseta de time    61,6% 
Barba por fazer    48,6% 
Excesso de acessórios (correntes, anéis, pulseiras, etc.)   40,2%

Para se livrar dos julgamentos quanto a vestimenta a regra é básica: bom senso! É preciso entender como é a cultura da organização ou consultoria que está realizando as etapas de recrutamento. Existem locais mais tradicionais e nestes ambientes é preciso redobrar o cuidado com as roupas e acessórios em geral.

Em locais mais descontraídos é possível se vestir de forma mais livre, mas como é o primeiro contato é sempre melhor se apresentar de maneira mais formal e se adequar conforme as possíveis próximas fases.

Sobre comportamento e argumentação de um candidato, quais aspectos são prejudiciais na hora da entrevista?

Não demonstrar interesse/entusiasmo    67,0%
Ficar disperso durante a entrevista   62,7%
Perguntar, logo de início, sobre salário e benefícios oferecidos    40,9%

Um recrutador ao convocar um candidato busca por pessoas que estão realmente interessadas na oportunidade oferecida, em muitos convites para entrevistas o candidato já é questionado sobre o seu interesse, por isso, quando um candidato não demonstra interesse é tão frustrante para selecionadores.
Outro fator que a pesquisa mostrou é que candidatos que questionam muito sobre salários e benefícios também podem estar se prejudicando. Em uma entrevista inicial é sempre melhor escutar mais e responder com calma os questionamentos. Perguntar sobre remuneração não é um problema, mas isso pode ser feito ao final da entrevista.

Hoje o comportamento de um candidato possui quase o mesmo peso que as competências técnicas, por isso, é importante se portar de maneira correta em uma entrevista, afinal, entrevistas podem ser as primeiras e únicas oportunidades de se apresentar.


Fonte: Portal Carreira & Sucesso 

Dicas de leitura do Talentos Brilhantes para a sua carreira:

Clique no assunto de seu interesse:

4 dicas que te ajudarão a apresentar suas ideias



Mandar e-mail para o chefe, expor seu ponto de vista em uma reunião, apresentar resultados, trocar experiências com pessoas de outras áreas. Um profissional está frequentemente apresentando ideias para outras pessoas em seu dia a dia, mas como se preparar para estas situações que são tão corriqueiras, que as pessoas passaram a agir no automático ao executá-las.

Especialista afirma que é sempre possível estar bem preparado para apresentar ideias nas mais diversas situações em uma organização: “Nem sempre a pessoa vai fazer uma apresentação formal. Às vezes, ela tem apenas um minuto para convencer o chefe de que precisa de uma reunião de uma hora. É possível estar preparado para estes casos”, explica especialista.

Conheça algumas dicas para demonstrar suas ideias de forma mais coerente e precisa:

Estabeleça um objetivo

Antes de expor alguma ideia ou opinião deve-se pensar qual o objetivo, aonde se quer chegar. Pense em possibilidades e planos que viabilizem suas ideais. As pessoas tendem a prestar atenção em assuntos mais concretos, portanto quanto mais sua ideia estiver madura, mais atenção e apoio você conseguirá.

Desperte interesse e atenção

Quando se apresenta algo a alguém, significa que esta audiência é importante para a sua ideia, sendo assim, mostre o porquê de suas opiniões serem importantes. Desperte atenção, mostrando o quão estruturado e planejado estão seus planos.
Sua ideia irá contribuir de que forma para sua organização? E para a sua equipe? Você estudou todos os caminhos? Quais as chances de sucesso? Estas e outras perguntas devem ser pensadas, pois certamente serão os questionamentos mais frequentes.

Estabeleça tempo

Não solicite apenas um “tempinho”, ou “quando você estiver livre”. Valorize as suas ideias e saliente a importância da mesma estipulando um tempo para a sua apresentação.
Treinar, treinar e treinar

Não perca a oportunidade de pensar e repensar em tudo o que será dito. Estude, treine, se possível apresente para um colega antes. “Quanto mais a pessoa treinar, mais ela se sentirá segura para chegar ao objetivo estabelecido”.


Fonte: Portal Carreira & Sucesso 

Dicas de leitura do Talentos Brilhantes para a sua carreira:

Clique no assunto de seu interesse:

Trabalhar com o que gosta ou ganhar bem?


Este parece ser um dos maiores dilemas de quase todos os profissionais, afinal o que vale mais a pena, ter um bom salário ou trilhar uma carreira na área preferida? Parece ser uma questão fácil, mas envolve muitas questões, mesmo porque o trabalho é um elemento que interage com todas as áreas da vida de uma pessoa, desde questões fisiológicas até as de realizações pessoais.

As antigas gerações de profissionais não levavam em consideração a satisfação com um emprego, mas os milhares de profissionais que ingressam no mercado de trabalho a cada dia, normalmente estudaram mais e se prepararam para uma profissão desde a escola, desta forma estar familiarizado e a vontade com áreas de trabalho tem se tornado cada vez mais comum.

Quais as características de um emprego dos sonhos?

O resultado de uma pesquisa realizada pela Catho mostrou que 81,1% dos entrevistados preferem trabalhar com o que se gosta mesmo ganhando um pouco menos, contra 18,9 que optam por ganhar mais mesmo que não se trabalhe com o que gosta.

Esta mesma pesquisa revelou que o emprego dos sonhos para os entrevistados possui alguns pontos essenciais, entre os mais citados destacam-se: oferecer qualidade de vida para 43,4%, ter horário flexível para 13,2%, e ter autonomia em decisões para 12,9%. O que mostra que cada vez mais os profissionais buscam por oportunidades que os favorecem não apenas no âmbito financeiro.

Pensar em retorno financeiro está errado?

Por mais que gostar do que se faz tenha ganhado força, muitos profissionais ainda se perguntam se esta é a escolha correta. Na verdade não existe uma sentença que se aplica a todos os profissionais, mas normalmente as pessoas que trabalham com o que se gosta são mais felizes e consequentemente mais produtivas.

Ser bem-sucedido financeiramente é sim uma preocupação de 10 entre 10 profissionais, por isso, pensar em ter boa remuneração é compreensível e não há nenhum problema neste cenário. O problema é pensar apenas em dinheiro, é errado planejar uma carreira apenas em um motivo seja ele qual for.

Afinal uma área que possui excelente retorno financeiro hoje, estará na mesma situação daqui a 10 anos? Uma profissão que o faz feliz, te deixará satisfeito daqui a 15, 20 anos? É preciso pensar em vários cenários e ter visão de futuro. Mais do que isso, uma carreira deve ser planejada para que não haja frustrações e arrependimentos.



Como conquistar seu espaço num emprego novo?


Aparência, comportamento, conhecimento e habilidades... Nada escapa aos olhos atentos dos membros mais antigos da equipe e também do chefe



Você se empenhou para elaborar um currículo interessante, enviou para diversas empresas de olho nas melhores vagas, se preparou e esperou ansioso pelo dia da entrevista. Depois de passar bravamente por todas essas etapas, você recebe o tão sonhado feedback positivo e comemora com a família e os amigos. Enfim conquistou o tão sonhado emprego novo!

Finalmente o primeiro dia de trabalho chega e enquanto se prepara, você sente uma mistura de sentimentos. Hora se sente feliz e cheio de expectativas, certo de que vai impressionar e causar uma ótima impressão aos futuros colegas de trabalho e, no instante seguinte, a ansiedade e a insegurança tomam conta dos seus pensamentos.

Esse cenário já fez parte da vida da maioria das pessoas e é justificável, afinal, o primeiro dia no novo emprego é o momento em que esse novo membro será observado nos mínimos detalhes. Aparência, comportamento, conhecimento e habilidades... Nada escapa aos olhos atentos dos membros mais antigos da equipe e também do chefe!

O primeiro dia de trabalho exige cautela. Afinal, é o momento em que se estabelecem, ainda que sutilmente, novas relações que serão importantíssimas para um dia a dia mais tranquilo e produtivo. Se sentir um peixe fora d’água e cometer gafes são situações que podem deixar você em uma posição bem desconfortável. Então, confira as dicas abaixo para conquistar o seu espaço num novo emprego:

O primeiro dia - A chegada deve ser discreta e, essa discrição se aplica tanto para a forma de se vestir quanto para a postura e os diálogos. Lembre-se que você é novo no pedaço e que seus gestos, roupas e palavras serão cuidadosamente observados e comentados. Lógico que você terá oportunidade para mostrar aspectos mais relevantes da sua personalidade, mas no primeiro momento vale o que fica mais à vista, ou seja, aparência e comportamento.

Esqueça o passado - Por mais brilhante ou desastroso que tenha sido, ninguém está interessado nas perdas ou conquistas do seu antigo emprego. Falar mal do da empresa ou de ex-colegas de trabalho então, nem pensar! O que passou, passou. Dedique-se a mostrar que tem planos e projetos para essa nova oportunidade.

Dê um chega pra lá na timidez - Em alguns casos, a timidez não chega a ser um problema, mas em casos extremos pode comprometer e muito sua imagem nesse primeiro momento. Pessoas muito tímidas costumam se desesperar por pequenas coisas, como o momento de aproximação, por exemplo. Procure se apresentar com confiança para os novos colegas e mantenha a calma. As coisas fluirão naturalmente.

Cuidado ao emitir opinião sobre assuntos polêmicos - Isso tanto no que se refere à política da empresa, quanto ao time do coração, preferência musical, religião, etc. Todo cuidado é pouco ao emitir opinião sobre assuntos polêmicos. Especialmente se você está em um cargo de chefia, onde suas opiniões têm um peso maior. Caso peçam sua opinião, diga o que pensa sem se exaltar e jamais tente convencer seus interlocutores de que sua opinião deve ser adotada por todos. Equilíbrio é a palavra de ordem nesse momento.

Fuja de fofocas - Mesmo que o assunto em pauta desperte sua curiosidade, se tratar-se de fofoca não comente, não pergunte nada nem emita juízo. Você está começando agora e não sabe ainda quem é quem na empresa e menos ainda onde está pisando! Essa regra vale pra quem está começando e também pra quem já está há muito tempo na empresa.

Seja humilde - Independente do cargo que irá ocupar, seja simpático com todos. Crie um ambiente harmonioso e colaborativo, dessa forma poderá contar com a boa vontade dos seus colegas quando precisar.

Cuidado com a linguagem verbal e corporal - Controle as gírias, palavrões e o excesso de gestos. Evite conversas desnecessárias e intimidade em demasia. Nada de piadinhas e tapinhas nas costas.

Observe os hábitos - Nada de trazer seus objetos pessoais para decorar sua mesa/sala nos primeiros dias. Observe as mesas dos colegas e superiores para ter uma referência do que colocar na sua. Lembra da frase: “Dançar conforme a música”? Ela cabe bem nesse tipo de situação!

Siga essas regras, haja com bom senso e muito boa sorte nessa nova fase!

Fonte: Administradores.com

Dicas de leitura do Talentos Brilhantes para a sua carreira:

Clique no assunto de seu interesse:

9 péssimos hábitos que você precisa largar



Todos temos alguns hábitos que não deveríamos ter. Pode ser por falta de atenção, um descuido, mas em algum momento nós vamos nos pegar propagando um mau hábito.

Jeff Hope, colunista do Inc, lembra: pessoas bem sucedidas não deixam seus padrões serem comprometidos. "Elas não descansam por menos do que esperam conseguir e não colocam suas vidas no piloto automático", afirma.

Postagens mais antigas Página inicial