Fundacentro estima em R$ 46 bi os gastos por ano com acidentes e doenças ocupacionais no Brasil

AJUDE O PROJETO A LEVAR CONHECIMENTO PARA AS PESSOAS...COMPARTILHE NA SUA REDE SOCIAL PREFERIDA.

O presidente interino da Fundacento, Eduardo de Azeredo Costa, disse ao Blog nesta quarta que a estimativa de gastos relacionados com os acidentes de trabalho e doenças ocupacionais hoje no Brasil é de aproximadamente  R$ 46 bilhões ao ano.
O valor, que até há pouco tempo era o equivalente ao orçamento total do Ministério da Saúde, é gasto para pagar aposentadorias especiais, pensões, despesas com assistência médica e benefícios.
Segundo Azeredo, os custos do governo com acidentes e doenças ocupacionais dá a dimensão da importância da redução dos riscos de acidentes de trabalho.
“Temos de incorporar a idéia de lutar pelo pleno emprego saudável. Significa dizer que a missão da Fundacentro não se resume a ações contra a ocorrência de acidentes de trabalho mais graves, simplesmente, mas inclui a preocupação com a postura no trabalho – responsável por lesões por esforço repetitivo e a saúde mental do trabalhador, entre outras questões”, disse ele.
Segundo Azeredo, o Dia Internacional em memória das vítimas de acidentes e doenças relacionadas com o trabalho observado hoje deve culminar em breve com a assinatura, pelo presidente Lula, do marco que vai estabelecer as diretrizes da Política Nacional de Saúde e Segurança.
Lei mais aqui
O que é a Fundacentro?
A Fundacentro é o braço do MTE para a produção e divulgação de conhecimento sobre Segurança e Saúde no Trabalho e Meio Ambiente. Um de seus objetivos é o de  fomentar, entre os parceiros sociais, a incorporação do tema na elaboração e gestão de políticas públicas voltadas para o trabalhador.

Por Maristela Leitão
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Marcadores