Mostrando postagens com marcador Exercícios ajudam a aliviar o estresse. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Exercícios ajudam a aliviar o estresse. Mostrar todas as postagens

Exercícios ajudam a aliviar o estresse


O Brasil ocupa o segundo lugar no mundo em número de pessoas estressadas no trabalho. Só perde para o Japão. O Jornal Hoje ensina exercícios que mais ajudam a combater a tensão.

Você tem trabalhado muito, não se dá bem com o chefe, está irritado ou sensível demais? Então saiba que o Brasil ocupa o segundo lugar no mundo em número de pessoas estressadas no trabalho. Só perde para o Japão. O Jornal Hoje ensina exercícios físicos que mais ajudam a combater a tensão e evitar o estresse.

"Eu tinha muita dor de cabeça. Tomava vários remédios e nada passava”, disse a moça que não quis ser identificada.

A auxiliar de produção foi a três médicos diferentes e ouviu um único diagnóstico: estresse. 

Ela não soube lidar com as cobranças no trabalho.
"Às vezes, uma gripe eu queria que fosse algo mais sério para justificar minha falta no trabalho", completou a paciente.

O sistema límbico do cérebro é que comanda as emoções. Quando estamos estressados ele ordena a fabricação em excesso de substâncias como a adrenalina e o cortisol, que sobrecarregam o organismo.

“Isso leva a lesões orgânicas, vasculares, coração e hipertensão. Durante anos os hormônios são fabricados acima da média”, explicou o psiquiatra Luiz Vicente Figueira de Melo.

O estresse e as atividades físicas foram tema de uma pesquisa da Universidade de São Paulo. Procure ambientes que dêem prazer, não necessariamente uma academia. Pode ser um parque. Pesquisadores da USP, que estudam os transtornos, descobriram ainda que para combater o estresse não basta malhar. É preciso saber se exercitar.

Dê preferência aos exercícios que duram mais tempo e são menos intensos, como a caminhada, uma corrida leve e a bicicleta. Pratique três vezes por semana. Outra dica é alternar com esportes de competição.

“O jogo de voleibol. Qualquer jogo que tenha uma competição alternadamente com uma atividade física regular individual é melhor do que só um tipo de atividade física”, completou o psiquiatra.

A equipe do Jornal Hoje levou o professor de educação física Ricardo William Muotre a um parque. Ele conversou com pessoas que já passaram por momentos de estresse. “Muita pressão do ambiente externo, do trabalho”, falou Francisco Cotegil.

O Francisco só não pode ficar mais de um mês afastado dos treinos. Quem está estressado tem que praticar exercícios regularmente. Mas atenção: nada de pegar pesado.
Postagens mais antigas Página inicial

Doações

Marcadores